EMILIA INOUE SATO

Emilia Inoue Sato, titular da Cadeira 7, nasceu em Miracatu (SP) em 22 de julho de 1953, filha de Thuitiro Inoue (pai) e Mizuko Inoue (mãe). Foi casada e teve 3 filhos: Ricardo Seiji Sato, Lucy Tiemi Sato e Fábio Yoshio Sato e 4 netos
Graduada em medicina em 1977 pela Escola Paulista de Medicina (EPM), onde também fez o Doutorado em Reumatologia em 1987 e a Livre Docência em Reumatologia em 1995.
Atuou como médica clínica concursada no Pronto Socorro do Hospital Heliópolis, de 1982 a 1993, e atende em consultório privado como reumatologista, desde 1981 até a presente data.
Com relação a atividades docentes, foi professora de propedêutica na Faculdade de Medicina da Universidade Lusíadas em 1981, professora de Reumatologia na Universidade de Mogi das Cruzes de 1984 a 1988, professora adjunta de Reumatologia na Escola Paulista de Medicina de 1987 a 1997 e desde 1997 é Professora Titular de Reumatologia da EPM/Unifesp. Foi professora homenageada pelos formandos da Escola Paulista de Medicina em 1988, 1993 e 1994 e posteriormente em 2001 e 2018.
Foi Chefe do Departamento de Medicina da EPM, de 2005 a 2008, sendo a primeira mulher a assumir chefia desse Departamento. De 2013 a 2014 foi Vice-Diretora do Campus São Paulo da Universidade Federal de São Paulo, e de 2015 a 2019 foi Diretora da Escola Paulista de Medicina, que congrega os cursos de Medicina, Biomedicina, Fonoaudiologia, Tecnologias em Informática em Saúde, Tecnologia Oftálmica e Tecnologia em Radiologia. Foi a primeira mulher a assumir o cargo de Diretora desta Instituição e enquanto Diretora da EPM fez parte do Conselho Gestor do Hospital São Paulo, o hospital Universitário da EPM/Unifesp.
Com relação às atividades acadêmicas, de pesquisa e de formação de recursos humanos, orientou 25 Mestres e 12 de Doutores, no Programa de Pós Graduação em Ciências da Saúde aplicadas à Reumatologia da Universidade Federal de São Paulo.
Publicou 94 artigos completos em periódicos nacionais e internacionais, com seletiva editorial, muitos com colaboração internacional, sobretudo do grupo GLADEL.Com relação às métricas das publicações, tem índice H pelo Web of Science de 23 e índice H de 26 pelo Scopus e de 33 pelo Google Scholar. Editou um livro ¨Guia Ambulatorial de Reumatologia¨ com duas edições. Editora do livro Atualizações Terapêuticas, de Prado, Ramos e Valle, 27ª edição, em 2017 e a Urgências e Emergências, edição de 2017 ambas pela Editora Artes Médicas, São Paulo. Publicou cerca de 70 capítulos de livros, sobretudo na área de Reumatologia.
De 1998 a 2019 foi membro da Comissão de Avaliação da CAPES, Medicina I e participou das avaliações dos programas de pós-graduação da Medicina I nesse período. É membro do corpo editorial do periódico Advances in Rheumatology, Journal of Clinical Rheumatology e Clinical Rheumatology, e, editora de área do periódico Clinics, revisora de diversos periódicos nacionais e internacionais.
É membro da Sociedade Brasileira de Reumatologia, Sociedade Pan-americana de Reumatologia, membro honorário das Sociedade Argentina, Uruguaia e Paraguaia de Reumatologia e membro internacional do Colégio Americano de Reumatologia. Foi Presidente da Sociedade Paulista de Reumatologia, gestão 1991-1992, e da Sociedade Brasileira de Reumatologia, gestão 1998-2000, tendo sido a primeira mulher a ocupar estes cargos. Foi também presidente da Comissão de Ensino da SBR, nos anos 1995-1996, e Presidente da Comissão de Título de Especialista da SBR, de 2008-2016, tendo implementado profunda modificação e atualização no formato do exame para avaliar os candidatos ao título de especialista em Reumatologia.
Recebeu o Prêmio Luiz Vertzman da Sociedade Brasileira de Reumatologia em 1986 pelo trabalho de sua tese de Doutorado, e em 1999 recebeu Tributo de Homenagem da Associação Brasileira de Médicas, Seção São Paulo. Em 2019, em Quito, recebeu o título de Master of Rheumatology da Pan American League of Associations of Rheumatology.
Julho de 2020